SINDSSE/DF e Delegados Sindicais se reúnem e deliberam por assembleia com indicativo de greve.

Browse By

A Diretoria do SINDSSE/DF realizou nesta quarta-feira (24/01) uma reunião com os delegados sindicais a fim de promover uma análise das retrospectivas de ações políticas e administrativas do SSE, análise dos cenários possíveis e uma avaliação sobre as demandas da categoria.

Após o balanço sobre os principais pleitos, concluiu-se que não houve progresso algum nas demandas da categoria. Foi ressaltado o não cumprimento do último acordo de greve de Outubro de 2015, no qual o governador e a secretaria se comprometeram oficialmente a resolver vários problemas de cunho administrativo e de condições básicas de trabalho, que prejudicam direta e indiretamente a execução das medidas socioeducativas. Ficou nítido que a maioria dos pleitos acordados eram de extrema relevância também para manter a estabilidade das unidades, bem como assegurar o direito dos internos e, mesmo assim, passados mais de dois anos, não foram cumpridos.

Foi pontuado também a tratativa que a Secretaria tem dispensado aos servidores, em especial às grávidas, aos atletas, ao DISSTAE e em outras tantas situações que envolvem o coletivo. Todas estas tratativas estão sendo alvo de ações judiciais propostas pelos SINDSSE/DF. Frisamos a recente vitória do sindicato sobre a arbitrariedade imposta em relação aos abonos e as licenças médicas (Clique aqui: link da matéria). Acreditamos que todas estas tratativas também serão revertidas judicialmente.

Temos ainda a dívida histórica do governo em relação à terceira parcela do reajuste salarial, a questão da preterição da isonomia com as demais carreiras com a relação a Gratificação de titulação- GTIT e a Insalubridade que nos é veementemente negada, enquanto isso, servidores contraem escabiose, caxumba, tuberculose e demais doenças típicas de locais insalubres.

Tem sido dramático vivenciarmos à tantos atos que prejudicam a categoria e ainda vermos o assalto ao IPREV se concretizar, o que comprometerá nossa aposentadoria e o nosso futuro funcional.

Tratamos ainda sobre as diversas tentativas desta secretaria de coibir as ações sindicais, como na última assembleia em que houve ameaças veladas a vários servidores de se ter o ponto cortado caso simplesmente participassem de Assembléia. Algo nunca ocorrido na história do socioeducativo.

Por fim, tratamos das inúmeras ocorrências em serviço que atentaram contra a vida dos servidores e também dos internos. Tratamos também da falta de pessoal, veículos inapropriados, mobiliário (Não há sequer cadeiras para os servidores se sentarem e nem local apropriado para os plantonistas tirarem o horário de revezamento noturno, os quais retiram seu momento de descanso no chão dos módulos), falta de equipamentos não letais para redução de danos em momentos de crise, poucos rádios transmissores e danificados, até mesmo materiais de higiene para internos estão em falta (sabonete, papel higiênico entre outros). Tudo isso colabora para tornar o Sistema Socioeducativo do DF e suas Políticas totalmente ineficazes, além de potencializar os possíveis riscos e danos à todos os envolvidos no processo de ressocialização.

NÃO HÁ COMO TRABALHAR SEM O MÍNIMO DE SEGURANÇA E CONDIÇÕES PARA EXECUTAR AS MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS. Afirmou o presidente do SINDSSE/DF, Walter Marques.

Assim, restou decidido que diante do não cumprimento do acordo de greve de 2015, diante das inúmeras ocorrências que atentaram contra a vida de servidores, diante da forma de tratamento irresponsável dispensada aos Servidores nos últimos tempos, diante do não pagamento da terceira parcela do reajuste salarial, diante da não correção da GTIT, diante do saque ao IPREV, diante das tentativas diversas de coibirem a atividade sindical, diante do total sucateamento das medidas socioeducativos e diante do descaso com os internos em cumprimento das medidas socioeducativas, os delegados sindicais deliberaram por realizar Assembleia Geral com indicativo de greve e com paralisação de todas as atividades, a ser realizada no dia 06/02/2018, terça-feira, às 15h, em frente a Secretaria de Estado de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude.

Pauta:

– Cumprimento do acordo de greve de 2015; (Link do acordo de greve)

– Reestruturação da carreira;

– Desindexação da GTIT;

– Pagamento da terceira parcela do aumento;

– Convocação imediata dos aprovados no concurso SECRIA/2015;

– Fim da Cláusula de barreira (excedentes) no concurso SECRIA/2015;

– Condições mínimas de serviço;

– Mobiliário para as unidades;

– Aquisição imediata de rádios transmissores e EPIs;

– Equilíbrio na disponibilização de recursos de despesa de capital para o Sistema Socioeducativo em relação a outras subsecretárias desta Pasta;

– Cumprimento da decisão judicial para criação de novas UAMAS e contratação de 200 novas equipes socioeducativas;

– Fim do cerceamento da atividade sindical.

União é força!

Diretoria SINDSSE/DF.

“Juntos somos mais fortes”
“SindSSEDF na luta”

Cadastre-se em nossos canais de comunicação:

Site: https://www.sindssedf.org.br/

WhatsApp: +55 61 9913-9309

E-mail: Sindssedf@gmail.com

YouTube: https://m.youtube.com/channel/UCDWpFjFFX8b6a9VkvlnovKA

Fanpage: https://m.facebook.com/sindssedf/

“filie-se e cuide de quem cuida de você.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.